Vem mover+ Regista-te!

saber+

partilhar
Saúde

O que come pode influenciar o modo como respira

Por Joana Pinheiro - Nutricionista, publicado em 3 Maio, 2012
POPULARIDADE

A asma é uma afecção respiratória crónica e potencialmente grave. As estimativas apontam para cerca de 200 milhões de asmáticos no mundo. Em Portugal, uma em cada doze crianças em idade escolar é asmática. Longe vai o tempo em que a única relação compreendida entre a asma e a alimentação estava relacionada com a evicção dos alergéneos alimentares. Diversos estudos têm vindo a indicar que certos alimentos têm um efeito protector relativamente à asma e alergias, bem como a adopção de uma dieta mediterrânica pode ajudar a controlar a asma. Segundo um artigo publicado por investigadores portugueses, na revista Allergy, a adopção de uma dieta de estilo mediterrânico está associada a uma redução em cerca de 80% do risco dos asmáticos terem a doença mal controlada. Um outro estudo publicado na revista científica Chest menciona que os adolescentes têm uma maior probabilidade de ter problemas respiratórios se as suas dietas forem deficientes em certos nutrientes, nomeadamente flavonóides, antioxidantes, como a vitamina C e E, ómega-3, entre outros.

Hoje em dia verifica-se enormes mudanças do padrão alimentar com um aumento exponencial dos alimentos de elevado valor energético (ex.: fast-food), ricos em sal e gorduras e pobres em vitaminas, sais minerais e fibras. Dada a baixa ingestão de alimentos com propriedades antioxidantes e o consumo inadequado de gorduras "saudáveis" ocorre uma diminuição da imunidade, aumento da sensibilização e inflamação das vias aéreas, contribuindo para o aumento de asma, rinite e atopia.

Aconselha-se que a prevenção/ tratamento da asma ou outros problemas respiratórios seja feito por uma equipa multidisciplinar, onde para além da presença do médico assistente, o apoio nutricional, dado pelo nutricionista é extremamente relevante para reduzir o número de crises, reduzir a toma de alguns fármacos e melhor qualidade de vida. A prática regular de exercício físico, bem como o controlo de peso também tem um efeito muito positivo na saúde dos asmáticos.


Joana Pinheiro - Nutricionista

Licenciada em Ciências da Nutrição (FCNAUP), possui várias especializações na área de Nutrição e Saúde. Gere o blog Nutri Super Health.


nutrisuperhealth@gmail.com

ver mais


VOTA

Deves fazer o login para comentar.
COMENTÁRIOS (0)
PUB

SABER+Desporto

Em vez de um treino diário mais intenso aposta em pequenos treinos diários.

outros artigos

especialistas

Desafio saudável

3567 participantes

0 Kg perdidos

0 cm perdidos

12 291 Km percorridos

uma iniciativa
parceiros
O Mover+ não substitui o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos e profissionais de educação física.
0.0182